Voltar ao topo.Ver em Libras.
156

56
Não lembro a senha

foto hermes vigne
Blog do historiador, escritor e professor gaúcho Hermes Vigne, autor de livros como "Trindade do Sul da Serra do Lobo", "Na Vida Tudo é Poesia" e "Belas Histórias Que Papai Contava".

Publicidade



Pesquisar



Hermes Vigne

    Nascido em 9 de janeiro de 1940 em Liberato Salzano - RS, o historiador, escritor e professor Hermes Vigne é autor de vários livros, entre eles "Na Vida Tudo é Poesia", "Belas Histórias Que Papai Contava" e "Trindade do Sul da Serra do Lobo", este último dedicado a contar a história de Trindade do Sul - RS, que o historiador acompanhou desde sua fundação.

    Hermes Vigne reside e trabalha, atualmente, como professor no município de Trindade do Sul.


A Igreja do Vinho

« Mais recente🔀🛈Categoria:Vida, religião e trabalho
ImprimirReportar erroTags:vinho, igreja, região, interior, grande, água, numa e povo306 palavras4 min. para ler

Numa viagem na região da Serra, especialmente Bento Gonçalves, no interior, na Linha 6 da Leopoldina, no Vale dos vinhedos, visitamos uma capela, denominada "Igreja do Vinho”. A padroeira é Nossa Senhora das Neves, construída no ano de 1910, ano de grande e prolongada estiagem. Segundo um guia, ou zelador da capela, contou que devida a falta de água, dificultando a produção da liga que serviria para unir os tijolos, a saída encontrada foi utilizar VINHO produzido em abundância na safra anterior, e logo a nova safra seria colhida e os novos vinhos ocupariam as pipas, havendo de por fora muito vinho velho para dar lugar ao novo, combinaram que cada colono daria 100 litros de vinho para misturar com água e amassar com os pés,  barro, palha de milho, água e vinho. A Igreja é muito bonita, apesar de pequena, mas toda decorada. As cores em sua pintura tendem muito para o grená, cor que remete à história da construção. A Igreja do Vinho é um dos principais pontos turísticos dos que visitam a Região. Permanece aberta o dia todo. Não há exploração com vendas de lembranças, ou outros objetos, pois fica localizada no interior, d’onde grande parte dos moradores antigos, bem como seus descendentes, já não residem mais na comunidade.  Síntese da sua História é contada numa placa, na parede externa. O interior da Igreja é atraente e curioso, mantendo grande número de santas em nichos muito conservados e decorados. Próximo ao altar está o PÚLPITO onde o celebrante sobe por uma escada em tipo espiral em formato de barril, pois na Região o vinho faz parte da economia daquele povo. Apreciando, em silêncio, e meditando sobre o início do século passado, do povo, da terra, da cultura, dos costumes e principalmente da religiosidade, é bom fazê-lo sentados, pois chega dar uma tontura.